Marcha a ré na moto

22 de novembro de 2009

Nota: Este texto não faz mais sentido já que comprei outra moto, mas como já estava escrito vou publicar assim mesmo.

É engraçado constatar que, fora as motos gigantes como a GoldWing, a maioria esmagadora das motos não possui marcha a ré pois, dada a natureza e o tamanho deste veículo a manobra é bastante dispensável. Mesmo quando se quer voltar no caminho percorrido, na moto é mais fácil virar para seguir em frente.

Tão raro quanto ver alguém dar a ré numa moto é ver um motociclista trocar sua moto seja ela qual for por um modelo de menor cilindrada ou potência. Ou mesmo um modelo com diversos recursos por outro mais espartano. Ou ainda um modelo de uma categoria pelo de outra embora neste caso seja menos raro pois alguém que more numa cidade grande pode se mudar para o interior e assim ter diferentes necessidades para o uso da moto e vice-versa. Ou até mesmo passar a gostar de uma outra categoria após experimenta-la como foi o meu caso.

Então só agora depois de concluído o negócio que me dei conta de como deve ser rara a atitude que tomei, trocando minha moto de 150cc ano 2008 por uma mais antiga, 2004 e de menor potência (125cc).

Continue lendo »


%d blogueiros gostam disto: