Asphalt 6 e outros jogos da Gameloft no Atrix

28 de junho de 2011

O Atrix foi feito para jogar, fato. E eu fico de bobeira como a Gameloft, que produz os melhores jogos para Android ainda não disponibilizou seus jogos para ele. É um descaso total.

Quando eu tinha o Milestone, comprei diversos jogos (quase todos da série HD) no site da Gameloft. Comprei até mesmo alguns que não funcionavam nele aproveitando algumas promoções. E fiquei bem desapontado ao comprar o Atrix e perceber que a maior parte destes jogos não rodaria no aparelho.
Como se tratava de um aparelho bem recente, dei um voto de confiança para a empresa, esperando que ela convertesse os títulos.

O Atrix, além do processador Tegra, possui uma resolução de tela bem maior do que o dos outros Androids (960×540), e por este motivo entendo que seja um pouco mais complexo trazer os jogos para ele, mas ver outros smartphones como o Galaxy SII já serem lançados com diversos jogos disponíveis dá raiva. Bem, eu cansei de esperar.

Hoje, navegando no site da Gameloft pelo computador, descobri que podia mudar o modelo do meu aparelho, e resolvi testar a versão dos jogos para o LG Optimus 2X, um outro aparelho com Tegra 2 que já recebeu vários jogos da empresa.

splash

Baixei três dos jogos que eu já havia comprado antes: Asphalt 6, Eternal Legacy e Shadow Guardian (ps: Todos funcionavam no Milestone com Overclock). E que agradável surpresa constatar que pelo menos o Asphalt e o Eternal Legacy funcionam perfeitamente, sem nenhum truque!
Já o Shadow Guardian está dando falha ao baixar os arquivos para o SD, não sei o porque. Amanhã vou tentar novamente.

Não sei se a Gameloft está realmente convertendo os títulos para serem compatíveis com a resolução qHD do Atrix (já que agora outros aparelhos estão sendo lançados com esta resolução) ou se apenas dei sorte mesmo deles serem compatíveis, mas o fato é que funciona e estou jogando pra caramba!!

Abaixo, um vídeo que coloquei no Youtube mostrando o Asphalt 6:

Continue lendo »


Atualização do Gingerbread para o Atrix vai destravar o Bootloader???

23 de junho de 2011

**** UPDATE FOLKS! ****
MOTOROLA ATRIX: BOOTLOADER OFICIALMENTE DESTRAVADO!
POR ENQUANTO, APENAS PARA USUÁRIOS DA AT&T, MAS EM BREVE CHEGA PARA TODOS!

COMO SEMPRE, CONFIRAM NO XDA DEVELOPERS:
http://forum.xda-developers.com/showthread.php?t=1136261

APESAR DA ÓTIMA NOTÍCIA, EU VOU ESPERAR UM POUCO, POIS SOU MINEIRO.

**********************************************************

A internet está em polvorosa novamente, e não é por causa do ataque aos sites do governo. Acontece que uma ROM vazada para o Motorola Atrix chinês vinha com a função de desbloquear o bootloader completamente!

Atrix-Unlocked-Buttloaders-267x300

Tá bom ou quer mais? Ah você não sabe o que isto significa? Bem, basicamente todo tipo de ROM para ele, desde ROMs AOSP com Android puro (sem Motoblur ou qualquer blotware) a ROMs altamente customizadas como o CM7 visando performance ou maior duração da bateria. Ou porque não? Windows Phone 7 ou Maemo!
Basicamente, uma vida longa, muito longa!

Apesar da Motorola ter dito anteriormente que seus telefones viriam com o Boorloader destravado a partir do fim do ano, o que aconteceu para ela adiantar assim o prometido, e principalmente, porque no Atrix?
Bem, eu penso que no caso do Atrix foi a surra que ele andou levando de outros smartphones no quesito velocidade, como nos testes contra o Samsung Galaxy SII. Estes testes quando não tendenciosos, são no mínimo incompletos, mas deixaram uma má impressão sobre o “telefone mais poderoso do mundo”.
E ao meu ver, a Motorola está tentando corrigir isto, dando a ele uma vantagem que realmente chama a atenção de quem entende de smartphone, a possibilidade de torna-lo uma máquina 100% melhor.

Não me entendam mal, o Atrix tem uma série de problemas como os que eu coloquei no meu review, mas ele é um telefone a frente de seu tempo em termos de hardware. Tão a frente, que acaba sendo sub-utilizado pelos apps que não são otimizados para ele. Além disso a telona com 960X540 consome um bom processamento para funcionar, o que sempre o deixa para trás nos testes.

Bem, agora podemos dormir em paz pensando a respeito de como ele pode vir a se tornar um smartphone melhor.

Aguardemos…


Dica: Como acessar os arquivos na memória do Atrix enquanto ele estiver na base (via Wifi)

6 de junho de 2011

Como já disse no meu review do Atrix, a Motorola pisou feio com a base do aparelho, ao não incluir uma saída USB para liga-la ao computador. A saída USB serviria para recarregar o Smatphone sem precisar gastar energia com mais uma tomada, e também para termos acesso aos arquivos na memória interna sem precisar ter que remove-lo da base e liga-lo ao cabo USB, como ocorre com o Milestone.

Esta foi a primeira coisa que me incomodou muito quando comprei o aparelho. Mas enfim, malfeito que não tem conserto a gente arruma com arame.

Baixei no Market um app que ativa no Atrix (e qualquer outro Android) um pequeno servidor SAMBA. Para quem não sabe, o SAMBA é responsável no Linux por compartilhar arquivos do sistema com máquinas Windows.

O nome do app é (vejam só) Samba File Sharing e você baixa clicando aqui.

Continue lendo »


Review: Motorola Atrix (O Smartphone, não os acessórios)

31 de maio de 2011

Vou falar mais sobre isto no texto, mas antes de começar, gostaria de deixar claro se ainda não estiver: Se você sai de sua casa numa segunda-feira braba, a noite, com seu filho e sua mulher a tira-colo, cansado e num frio de congelar capeta. vai ao shopping, leva 3 horas para achar uma vaga no estacionamento, aluga carrinho de bebê, vai na loja de telefones, enfrenta os vendedores que querem te empurrar mil e uma “vantagens” no seu plano que já é caro, e deixa na loja uma boa parte do seu salário PARA COMPRAR UM SMARTPHONE COM CHIP GRÁFICO DA NVIDIA! POXA MOTOROLA! É PORQUE A GENTE QUER JOGAR JOGUINHOS NELE!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!111
ENTÃO FAÇA O FAVOR DE TIRAR O TRAZEIRO DA CADEIRA E IR ATRÁS DOS DESENVOLVEDORES PARA QUE ELES CONVERTAM SEUS TÍTULOS PARA O ATRIX!!!!!11 – AGORAAAAAAAAAAAAAAAAA!

=) Dito isto, podemos continuar: Uma das coisas mais chatas de se comprar um novo smartphone é ter que ficar revirando sites e blogs de informática em busca de informações decentes que lhe ajudem a decidir na hora de comprar filtrando é claro, todo o deslumbramento  ou decepção de quem brinca com brinquedo novo. Passo por esta situação desde sempre, e de certa forma estou habituado a ler o review “completo” de um aparelho para, minutos depois de compra-lo, descobrir que ele tinha um certo probleminha não citado nos textos que destruía completamente a sua usabilidade.

Eu percebi que havia uma armadilha com o Motorola Atrix. Em todos os blogs que eu já havia lido sobre ele, o autor deu tanta ênfase aos acessórios e a outros recursos dispensáveis, que tinha que haver alguma coisa errada, e tinha mesmo. E vou falar sobre tudo isto aqui em baixo.

Tentei fazer este review dando mais destaque ao Smartphone e deixando de lado os acessórios, porque simplesmente não vejo fundamento neles. É claro que ao ouvir falar do lapdock e da base multimídia pela primeira vez, fiquei encantado como todo mundo, mas sejamos sinceros, eles são inúteis, mal planejados e caros. Ninguém compra o Atrix pensando em trocar o seu atual net/notebook, a performance dele é pífia perante um aparelho dedicado. Já a base multimídia até tem seus encantos, mas quem já tem uma tv grande com entrada HDMI, com certeza já tem também um player decente para ocupar a entrada e não vai se preocupar em usar um player que engasga em vídeos 720p. Usar como computador é até interessante, só não achei mesmo a ocasião adequada.
Além disso, a Motorola não colocou uma saída USB para ligar a base ao computador (como no Milestone), assim, para carregar o Atrix a base tem sempre que estar ligada na tomada gastando energia, e para acessar os arquivos no celular pelo PC você precisa remove-lo da base e liga-lo no cabo USB #ULTRAMEGAMASTERPLUS-FAIL.

Felizmente eu tenho uma solução capenga para acessar os dados, e que compartilharei com vocês em breve.

Continue lendo »


%d blogueiros gostam disto: