BAM! Três BBS (Big Book Stores) de uma vez no Brasil

E finalmente elas chegaram! A partir de hoje teremos a nossa disposição três grandes lojas de e-books no Brasil!
A Cultura que trouxe o leitor da Kobo (meio caro devo dizer), a Amazon com seu Kindle e a Google Play books (e filmes).

kobo    KS-slate-02-sm._V399321478_

Excelente! Só que nem tanto. A variedade de livros ainda é pífia, com ambas as lojas focando mais nos best-sellers atuais, ou talvez eu que seja um seboso e só goste de livros velhos. Mas é compreensível, tudo leva tempo.

Com relação aos readers, existem reviews pela internet inteira sobre o Kobo e o Kindle, então não vou falar sobre eles, a qualidade das telas de e-ink não deixa dúvidas sobre o conforto na leitura em comparação com tablets e Smartphones Android. No entanto, a Google terá teoricamente uma vantagem no mercado, já que qualquer xing-ling com acesso ao Market vai poder ler os livros da Play Store (na verdade de todas as lojas, já que tem aplicativos para todas elas no Android).

Vai ser preciso convencer os Brasileiros desta novidade de e-ink, e eu estou falando de “Brasileiros” no geral, pois meia-dúzia de nerds catarrentos e hipsters não será suficiente para fazer o mercado de e-books e de e-books readers decolar. É preciso apoio das escolas, dos pais, e porque não dos amigos, para convencer as pessoas de que estes aparelhos não são apenas brinquedos, são a forma de ler do futuro, só que já!

Tem também a parte das editoras, elas precisam largar o osso! Abaixem mais os preços, pois o negócio agora é volume de vendas! R$ 50,00 por um e-book cujo valor para ser reproduzido custou no máximo meio elétron de Real, é sacanagem.

Dei uma conferida nas lojas, e ainda não é possível saber qual oferece o melhor conteúdo no momento pois precisaria dar uma vasculhada mais profunda, aguardem os sites especializados. No entanto a Amazon aparenta ter o acervo maior, e os melhores preços também. A Google Play e a Cultura tem preços e acervos parecidos, o que eu encontrei em uma encontrei na outra também, mas a loja da Google me agradou mais, é rápida, organizada (já que não tem bilhões de banners nas laterais, e fez as melhores sugestões encontrando ou não o que eu estava procurando. Procure pelo livro da Dilma “A vida quer é coragem” nas três lojas e entenderão o que estou querendo dizer.

A loja da Google ainda tem a vantagem de trazer também filmes, que podem ser alugados ou comprados, e os títulos não são ruins não, tem bastante coisa nova lá. O problema mais uma vez é o preço, R$ 6,90 em média por um aluguel digital é sacanagem, ainda mais que já temos aqui serviços como o Netfllix, que apesar de não ter representatividade em filmes novos custa somente R$ 15,00 por mês. Precisamos de mais concorrência no setor e urgente.

Os leitores de e-book chegaram pela “bagatela” de R$ 299,00 o Kindle e R$ 399,00! o Kobo mas pode ser dividido em 5X sem juros, isto a Amazon ainda não aprendeu a fazer.

Para a Play Store da Google, qualquer celular ou Tablet com o Market habilitado pode acessar, mas terá a mesma experiência de ler em um monitor de notebook, muito brilho, muito reflexo e pouca bateria.

Problemas são comuns em lançamento, já disse. De qualquer forma muito bem vindos os três concorrentes, esperamos mais!

Os comentários estão desativados.

%d blogueiros gostam disto: