Geforce Black GTS 250 – Instalei um canhão

Estou meio sumido daqui pois fiz uma pequena atualização no meu computador que nem era ruim assim e estava aproveitando o pouco tempo livre que me restou esta semana com ele.
Minha esposa vivia dizendo que eu tenho que melhorar meu PC pois isto dá mais status diante dos clientes que vem aqui em casa. Então numa boa oportunidade de preço fiz um upgrade para deixar as coisas um pouco melhores.
Minha configuração anterior era a seguinte:
– Athlon 64X2 5200+ (2.43Ghz)
– Placa mãe ASUS M2N4-SLI
– 2GB RAM DDR2 Kingston em Dual Chanel
– Geforce 9600 GT da ECS com 512MB de RAM

Troquei a placa mãe o processador e a placa de vídeo ficando assim:
– Core 2 DUO E7500 (2.93Ghz)
– Placa Mãe ASUS P5K SE/EPU
– 2GB RAM DDR2 Kingston em Dual Chanel (mantive)
– Geforce GTS 250 Black Edition da ECS com 1GB de RAM DDR3

Depois entendi que minha esposa estava falando do meu gabinete que é branco, ou melhor encardido bege e meu monitor que é uma caçapa de CRT de 17”. Mas ai já era tarde vejam vocês, já tinha feito a compra.😀

A placa de vídeo foi uma grata surpresa pois quando a escolhi só olhei os dados dela numa tabelinha que tenho aqui, e comparei com os demais modelos para um custo benefício dentro do meu orçamento, e nem dei importância para a placa em si pois minha 9600GT sempre me deixou bastante satisfeito além de ser de ótima qualidade.
Me assustei ao abrir a caixa, pois a placa é belíssima, vejam vocês:

NBGTS250-1GMU-F_580

Além de linda, a placa tem um cooler gigante que ajuda a manter a GPU refrigerada no uso pesado do dia a dia (leia-se Street Fighter 4 com tudo no talo) e uma case com as inscrições Black GTS 250.

Logicamente nenhuma placa de vídeo vive só de beleza, por isto a performance também é excepcional. Aliada ao Core 2 Duo E7200 ela tem um desempenho fantástico.

Mas para uma placa de vídeo ser considerada boa para mim ela precisa passar no meu pequeno teste particular, que chamo orgulhosamente de: TONYWALKER’S ZELDA’S ULTRA-MACHINE-TEST.
Ah…Na verdade eu chamo apenas de Teste do Zelda. =P

Funciona assim, sempre que atualizo o meu computador, rodo um emulador com a versão mais nova do MELHOR-JOGO-DE-TODOS-OS-TEMPOS-QUE-É-ZELDA-E-MORRAM-TODOS-QUE-DISCORDAREM-DE-MIM!!!!!11!!
A quantidade de frames conseguida é a pontuação da máquina. Simples e objetivo. Rodando Zelda a máquina roda qualquer outra coisa, até “Crises”.

Foi assim, com Ocarina Of Time, com Majora’s Mask, Wind Waker e agora com Twilight Princess.

No teste Zelda a minha configuração anterior ficava entre 13 e 18fps, sendo impossível jogar assim.
Agora com a nova configuração consegui atingir 25 a 30fps o que já é bem satisfatório. Com o Wii lado a lado é humilhante, parece câmera lenta, mas ficou bem melhor que a configuração anterior.

Assim que possível atenderei o pedido de minha esposa para comprar um gabinete mais binitinho e um monitor mais fino, ou até mesmo LCD embora não seja fã. Enquanto isto vou dando meus tiros com este canhão.

6 respostas para Geforce Black GTS 250 – Instalei um canhão

  1. Thiago Duarte disse:

    Sou de BH, já vendeu sua 9600? hahahah

    Abraços

  2. Edmilson disse:

    Pô Tony !!!
    Da hora ,
    comprei uma dessa essa semana , porém de 2gb .
    esta para chegar dia 27 .
    Não aguento + esperar estou aflito
    tinha uma HD 4670 da ATI
    mas a incompactibilidade tava de mais …
    por isso troquei e paguei apenas 470 R$
    2gb video , 256 bits
    no MAMUTE INFORMATICA
    vlw!!!

  3. Eder disse:

    Eu tinha uma HD 4670 ! GB DDR2 e troquei por uma GTS 250 2 GB DDR3, great shoot😀, crisis no maximo…!!!

  4. Ventonorte disse:

    Linda……precisa……rápida…..só tem um problema: a versão de 2GB vem com over de fábrica (três níveis), tudo automático. Usei a minha durante 6 meses e aí apareceram os malditos pontos vermelhos e azuis na tela. Tá aposentada, troquei por uma ATI 6850. Vou comprar outra, mas dessa vez vou desabilitar o over.
    Muito cuidado…..é preciso saber usar esse canhão……

%d blogueiros gostam disto: