Contabilidades, o terror dos técnicos de informática

Você ai meu amigo, pare um pouco e faça um pequeno cálculo. Quantos programas você possui instalados em seu computador? Some tudo… drivers, utilitários, ferramentas, editores, etc…

Eu tenho cerca de 70 programas instalados, contando com os que já vem por padrão no Windows. Muitos né?
A maioria deles passa longe dos usuários domésticos pois trata-se de ferramentas de manutenção, mas creio que este número não fique muito distante de usuários comuns, principalmente os que gostam de jogos.

Agora tente chutar quantos programas podem estar instalados num computador pertencente a um escritório de contabilidade. 80, 90, 150, 200? Nééé… é pouco. Só de instaladores para estes programas eu tenho aqui cerca de 256!
E olha que eu fiz uma limpeza e removi os anteriores ao ano 2001.

Nestes instaladores estão os programas da Receita Federal, Estadual (Minas), Caixa Econômica, Prefeitura (BH e região metropolitana) e alguns mais específicos como os de gerenciamento de empresas (MasterMaq, Prosoft, LedWare, etc..).
É coisa demais! Nem sempre este tormento é instalado em um computador apenas, na maioria das vezes eles são divididos em setores como Departamento Pessoal, Fiscal, Contábil, etc… mas em escritórios pequenos eles ficam todos na mesma máquina, o que dificulta imensamente o backup e a reinstalação em caso de problemas.

O problema aqui é que muitos contadores se sentem inseguros em remover programas antigos (mesmo após o backup) pois um cliente pode solicitar um documente de anos anteriores e ai o programa vai fazer falta. Então vão se acumulando anos e anos de software no pobre computador. IRPF99, 2000, 2001………2010…

contabilProsoft! Apenas um exemplo do tipo de coisa que se lida neste meio

Mas não é só isto meu irmão! Tem também o problema da falta de padronização. Cada órgão, secretaria, setor, sala do governo cria aplicativos a seu bel prazer. É uma reinvenção geral e anual da roda que dificulta até mesmo o treinamento de novos profissionais. Acho que num escritório de contabilidade hoje em dia o funcionário vale mais pelo conhecimento que ele tem dos programas do que da própria contabilidade.
Não há uma preocupação em manter um padrão nem mesmo em versões diferentes do mesmo programa.

E tem mais, alguém aqui que trabalhe com informática se lembra de algum site que ainda hoje exija o famigerado JVM da Microsoft? Sim aquela máquina virtual Java que a Microsoft descontinuou no lançamento do Windows XP?
Pois bem meus caros o site da Conectividade Social exige tal plugin. Não é só isto:
a) Precisa ter o JVM instalado (Não serve o Java da da SUN não tá?)
b) Internet Explorer (Fire o que? Chrome quem? Opera onde? Não servem)
c) A maior parte dos antivirus e firewalls desativados

Agora adivinha quem é responsável pelo Conectividade Social? Simplesmente a Caixa Econômica Federal. Será que um Banco deste tamanho está tão mal das pernas que não consegue atualizar seus sistemas de informação?

E a piada de mal gosto com a certificação digital…ai nem gosto de lembrar. O famigerado certificado A1, só funciona realmente bem no Windows XP (nada de Vista ou 7) e Internet Explorer 7 no máximo! Outros navegadores e sistemas nem pensar.
Perguntei ao suporte da PRODEMGE se eles apóiam a pirataria já que o Windows XP não é mais vendido e fiquei sem resposta.

Eu tenho como clientes com contrato três escritórios de contabilidade, atendo outros três esporadicamente e tenho contrato com duas empresas cuja contabilidade é feita lá mesmo, e estou quase desistindo deles.
O salário é pouco pois geralmente são poucas máquinas mas o serviço só aumenta.

Quando o Presidente anunciou apoio ao Software Livre me vi num mundo utópico onde os softwares governamentais iriam ser padronizados e seriam compatíveis com os mais diversos sistemas operacionais.
Eu poderia comprar um PC no Magazine Luiza com Satux Linux e ser feliz, ou mesmo trabalhar com meu Mega-PC-Frank com Windows Seven Professional sem ter que ficar sem dormir porque o Internet Explorer está desatualizado.
Mas o papo do Governo se perdeu quando os Ministros Independentes (®Paulo Henrique Amorim) deram pra trás e tudo ficou como era antes.

É um dinheirinho bom não posso negar, mas sinceramente as vezes a minha tranqüilidade vale mais a pena.

12 respostas para Contabilidades, o terror dos técnicos de informática

  1. TonyWalker disse:

    Update para reafirmar tudo que eu disse acima!

  2. […] Eu já disse que odeio contabilidade? Querem uma justificativa palpável para o ódio que eu sinto por computadores de escritórios de contabilidade? […]

  3. neto disse:

    fala mano vc temcertesa qe e nacessario isto tudo para fazer um backup pois eu eu tecnico e nunca tive dificudade para salvar arquivos em backups poitenho um recuperador de arqivos com migo ok! mano vc tem qe aprender muitoainda beleza!…..

    • TonyWalker disse:

      Se eu tenho certeza? Sim eu tenho. Se você tivesse como clientes escritórios de contabilidade, ou um pouquinho mais de experiência você também teria.
      Quanto a “recuperadores” de arquivos entenda uma coisa com o tio, não serve!
      Realmente, o sábio aprende até o fim da vida, mas pelo menos “ler” e “escrever” eu já sei😉 cheess!

  4. L. Foskman disse:

    Cara. Concordo 100% com tudo dito aí! Não só a Caixa Econômica Federal (que eu odeio muito por conta do tal JVM da MS) mas outras empresas como MasterMaq e Prosoft pararam no tempo. Esses contadores (tenho 1 na família) então além de pagarem pouco em inúmeros casos, só aumentam o nosso serviço e stress. Muitas máquinas de contabilidade não podem formatar, não podem isso não podem aquilo. Eu tenho 200 programas desses e fiquei até surpreso com o número apresentado no tópico e vou ti dizer, não compensa viu, dou manutenção para uns 6 escritórios aqui e toda vez que ligam tenho até medo de saber o problema. Já larguei 2 contabilidades e se bobiar largarei tb essa vida de manutenção em escritórios rsrs.

    No mais, excelente tópico, abordou a realidade exata.
    T+!

  5. Luis Franco disse:

    Muito bom esse texto. Não dá pra retirar nem um pingo do “i” em tudo o que foi dito. Só pra enriquecer a discussão gostaria de acrescentar mais um fato. Também não adianta fazer aquela cópia de segurança nos programas de declarações da receita federal. Aquilo só faz o backup da declaração mas não do recibo de entrega. E o pior é que sempre a Receita Federal exige o recibo de entrega e raramente a declaração impressa, pois já está está na base de dados deles. Então para que colocar essa cópia de segurança? Para nada, pois não existe forma de você salvar os recibos em forma campactada. A menos que você imprima todos os recibos em PDF e faça backup. Solução ótima essa né? Agora ensine isso para todos os contadores que pararam no tempo da máquina de escrever.

    Os programas da receita federal do brasil são bisonhos e feitos porcamente por algum estagiário. E também quebrei a cabeça para instalar o certificado digital no firefox mas desisti depois de 2 dias. É impossível. Ficou no internet explorer mesmo.

    Só nos resta lamentar: …Pátria Amada Brasil!!!!

  6. Luciano Damasceno Pires disse:

    Que injeção de animo que vcs me deram, estava passando por aqui para saber sobre o prosoft pois vou fazer uma entrevista de Emprego justamente para trabalhar com esse programa na área de suporte técnico e me deparo com essas declarações, tô na benção… Mas valeu, assim eu vou preparado, sabendo o que vou enfrentar…

  7. Fernando disse:

    muito bom, sabemos como é e sofremos, pois trabalho num proprio escritorio e sou responsavel por tudo aqui

  8. JOSÉ ANTÔNIO BATISTA disse:

    Assino embaixo em tudo, muita exigência, alto conhecimento e responsabilidade, chefes mal educados e ignorantes, não sabem nada de Ti, não querem investir em bons equipamentos e querem as coisas resolvidas tudo pra ontem… além do salário que é uma m… José Antônio Batista

  9. Guilherme disse:

    Atendo um escritório de contabilidade e posso dizer com toda certeza que é o pior serviço para se prestar manutenção, incompatibilidade com tudo, nada funciona direito, tudo mal feito. Softwares péssimos, desfasados sem contar o monte de programas que tem que instalar e gambiarras que precisa fazer no Windows para que funcione tudo. Minha fica é: se for prestar serviço de manutenção para contabilidade, cobre caro pq é bomba

%d blogueiros gostam disto: